21 de outubro de 2012

HANDEBOL (NOVO)

A bibliografia que serviu de base para o desenvolvimento deste estudo foi um artigo publicado pela acadêmica Daniela Eiko Itani, sob a orientação dos professores doutores Paulo Ferreira de Araújo e José Julio Gavião em que a acadêmica apresenta as condições em que se desenvolveu a prática do handebol para cadeirantes na UNICAMP.
Ao adaptar as regras às condições dos deficientes ITANI (2004) relaciona entre as principais dificuldades encontradas pelos praticantes o tamanho da quadra e a quantidade de jogadores, que sofria grande variação, impedindo a prática do jogo com sete jogadores.
Uma dúvida que não fica esclarecida em seu artigo diz respeito aos impulsos na cadeira que, levando em consideração que poderiam ser dados três impulsos, proporcionaria um grande deslocamento para o jogador.
Estas informações foram destacadas porque foram fundamentais no desenvolvimento da proposta implantada no Projeto AMA – Atividade Motora Adaptada, desenvolvido pela Universidade Paranaense em Toledo/PR.

Foram identificadas iniciativas isoladas das Prefeituras de Santos, São Sebastião e Jundiaí no Estado de São Paulo, no Estado do Rio de Janeiro por parte da Prefeitura da Capital e do Centro Educacional Santa Mônica, na Bahia através do Núcleo de Educação Física e Esporte Adaptado de Feira de Santana e na Sociedade Hípica de Campinas/SP.

SÃO PAULO:
– Santos
– São Sebastião
– Jundiaí
– Campinas: Sociedade Hípica

RIO DE JANEIRO
– Prefeitura Municipal
– Centro Educacional Santa Mônica

BAHIA
– Núcleo de Educação Física e Esporte Adaptado de Feira de Santana.

HCR7 – As regras do handebol em cadeira de rodas são muito semelhantes às do jogo de handebol tradicional. São feitas apenas algumas modificações que levam em consideração a cadeira de rodas, a mecânica da sua locomoção e a necessidade de se jogar sentado.

HCR4 – As regras do handebol 4 em cadeira de rodas são muito semelhantes às do jogo de handebol de areia. São feitas apenas algumas modificações que levam em consideração a cadeira de rodas, a mecânica da sua locomoção e a necessidade de se jogar sentado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *